Mansidão: Torna o Crente Apto para Evitar Pelejas – EBD Lição 10 – 05/03/2017

A paz do Senhor amados, hoje vamos ver o subsídio da EBD, cujo tema é: Mansidão: Torna o Crente Apto para Evitar Pelejas. Essa é a lição 10 marcada para essa data: 05/03/2017. E nesse subsidio escola dominical como sempre, nossa irmã Silvânia Soares diretamente, da casa dela mesmo, traz pra você professor o comentário do comentário da lição.

Você pode acompanhar todos os comentários e subsídios EBDs do nosso site, através da seção: Escola Dominical. Venha conhecer também nossa escola que te ensina a como pregar a palavra de Deus corretamente. O Clube de Pregadores. Como você sabe, vez ou outra eu gosto de deixar meus comentários também sobre a lição, por isso, eles ficam destacados em verde. A lição esta na cor normal do texto, enquanto que os comentários da querida irmã Silvânia estão em azul. Faça bom proveito.

Escola Bíblica dominical – Mansidão: Torna o Crente Apto para Evitar Pelejas – EBD Lição 10 – 05/03/2017

Mansidão Torna o Crente Apto para Evitar Pelejas

Lição 10 – 5/03/2017
Tema: Mansidão: torna o crente apto para evitar pelejas
Texto Áureo: (Ef 4:1,2)
Verdade Prática: A mansidão como fruto do Espirito, torna o crente apto para evitar contendas, pelejas e dissensões. 

INTRODUÇÃO

Na lição de hoje, estudaremos mais um aspecto do fruto do Espírito, a mansidão. Veremos também as pelejas como obra da carne e como oposição à brandura. Para ser manso, o crente precisa ter outra virtude que é a humildade. A arrogância, assim como as pelejas, são obras da carne e quem as pratica não pode agradar a Deus, pois Ele abomina o altivo de coração (Pv 16.5).

O Senhor fez todas as coisas para atender aos seus próprios desígnios, até o ímpio para o dia do mal.
Abominação é ao Senhor todo o altivo de coração; não ficará impune mesmo de mãos postas.
Pela misericórdia e verdade a iniqüidade é perdoada, e pelo temor do Senhor os homens se desviam do pecado.
Provérbios 16:4-6

Na Palavra de Deus, os crentes são comparados às ovelhas. Por que tal alegoria? Porque as ovelhas são animais dóceis, mansos e submissos ao pastor (Jo 10.14,15). Se você é ovelha de Jesus, então aprenda a ser manso e humildade. Ouça a voz do Bom Pastor.

“Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai e dou a minha vida pelas ovelhas” (Jo 10:14,15).

O bom pastor conhece muito bem suas ovelhas e delas é conhecido. A comunhão entre Jesus e seus servos é a mesma que há entre o pai e seu filho. Nesse texto, Jesus esta falando que logo irá se entregar para ser crucificado, ele fala da hora da sua maior dificuldade com toda mansidão.

I – MANSIDÃO, O OPOSTO DA ARROGÂNCIA

1. Mansidão não é covardia. Ser manso é ser humilde, amável e cortês. A mansidão, como fruto do Espírito, é uma atitude interior que nos leva a agir com graça e amor, mesmo diante de situações difíceis. Paulo, ao escrever a Segunda Epístola aos Coríntios, estava enfrentando uma situação muito difícil. Alguns falsos apóstolos estavam difamando-o, distorcendo suas mensagens, enfraquecendo sua autoridade e seu apostolado (2 Co 10-13).

Contudo, o apóstolo agiu com mansidão e bondade para com os irmãos. Ele inicia a epístola falando a respeito do consolo que recebera de Deus e dos irmãos (2 Co 1.1-6). Muitos podem pensar que Paulo era um tanto rígido com os irmãos,  mas ele era muito equilibrado. Quando era preciso usava de firmeza para com aqueles que, não querendo andar na verdade, desafiavam sua autoridade apostólica (1 Co 4.21), mas, no trato com os crentes, era como uma paciente e amorosa ama (1 Ts 2.7).

“Que quereis? Irei ter convosco com vara ou com amor e espírito de mansidão?” (1Co 4:21)

Paulo usa neste versículo a mesma palavra grega rhabdos para vara, usada por Lucas para descrever o instrumento utilizado para espancar Paulo e Silas (At 16:22,24). O termo também é usado de forma figurada para referir-se à autoridade de Cristo para julgar (Ap 19:15).Deus deu a Paulo autoridade para punir os agitadores em corinto, ainda que o apóstolo  preferisse  não fazer valer tal poder.

2. Ser manso é ser corajoso. A mansidão não faz do crente um covarde ou tímido, mas permite que se oponha ao espírito da arrogância e viva de maneira que o nome do Senhor seja exaltado. Moisés era manso, mas, ao mesmo tempo, demonstrou força e coragem (Nm 11.15; 12.3). Jeremias era um forte proclamador das verdades divinas, mas disse que não passava de um manso cordeiro (Jr 11.19).

E eu era como um cordeiro, como um boi que levam à matança; porque não sabia que maquinavam propósitos contra mim, dizendo: Destruamos a árvore com o seu fruto, e cortemo-lo da terra dos viventes, e não haja mais memória do seu nome. Jeremias 11:19

O senhor mo fez saber. Deus revelou a jeremias um plano que estava sendo tramado contra sua vida. Como um manso cordeiro, que levam a matança. Essa ilustração remete a Is 53:7 e ao sacrifício de Jesus Cristo. Os habitantes de Anatote haviam imaginado projetos para o assassinato do profeta.

3. A mansidão, fruto do Espírito. Como fruto do Espírito, a mansidão faz parte das qualidades que devem estar presentes na vida dos súditos do Reino de Deus (Mt 5.11). Jesus ensinou a mansidão e ofereceu o seu fardo a todos aqueles que estavam sofrendo com as cargas impostas pelo judaísmo, pelos romanos e por Satanás (Mt 11.29,30). Jesus era simples, humilde e dócil (Mt 11.29). As pessoas tinham prazer em estar ao seu lado. É muito difícil estar ao lado de pessoas altivas.

A simplicidade e humildade de Jesus é evidente, mas não pode ser confundida com fraqueza ou medo. Jesus sabia pegar pesado quando era preciso, e a bíblia deixa claro os momentos onde ele usou a vara, na maioria das vezes contra os fariseus.

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda a imundícia. Mateus 23:27

E temos aquele episódio inesquecível do templo, onde o Mestre nos revela sua preocupação e zelo para com as coisas de Deus. 

E disse aos que vendiam pombos: Tirai daqui estes, e não façais da casa de meu Pai casa de venda.
E os seus discípulos lembraram-se do que está escrito: O zelo da tua casa me devorou.
João 2:16,17

Em geral, os altivos gostam de pelejas, pois acreditam que estão sempre com a razão e que são os donos da verdade. Você conhece alguém assim? Então, ore por ele(a) para que venha a se arrepender, ser cheio do Espírito Santo e desenvolver o fruto do Espírito.

Por mais que Jesus teve um ou outro momento usando a vara da correção, não significa que nós temos esse direito ou podemos usar vara e correção o tempo todo. Pois Jesus é conhecido pela sua mansidão e não o contrário. O que deixa o exemplo a nós, de construirmos nossa reputação com base na mansidão e não na altivez.

II – EVITANDO AS PELEJAS E CONTENDAS

1. Pelejas e discórdias. Na língua portuguesa, tais palavras possuem quase o mesmo significado, porém no grego a palavra utilizada para discórdia é eritheiai que significa desavença e desarmonia. Esta palavra também é utilizada para descrever um mercenário, pessoa que luta por posição e glória. Paulo exortou os crentes da Galácia mostrando que as inimizades, porfias, emulações, pelejas e dissensões são obra da carne (Gl 5.20).

“Idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias”

As obres da carne incluem porfias e emulações destrutivas, mas vão muito além delas. Onde existe esse comportamento existe a prova de que a pessoa não está vivendo no poder do espirito santo (Gl 5:16,18,22,23), mas está sendo instigada por satanás e suas hostes (Mt 16:23; At 5:3)

* Emulações = Ação ou efeito de emular. Sentimento que faz com que uma pessoa tente se igualar ou superar alguma coisa ou outra pessoa….

*Porfias = vem do verbo porfiar. O mesmo que: altercas, argumentas, brigas, contendes, contestas, debates, discutes, disputas, duras, insistes, lutas, perseveras, persistes, polemizas, questionas, teimas, triscas, turras.

2. Ações do homem carnal. Atualmente, muitos não estão lutando mais pela causa de Cristo, porém apenas por cargos e posições. Um dos sinais de que uma pessoa não está preparada para exercer o ministério cristão é quando manifesta um desejo incontrolável de, passando por cima de todos, alcançar postos e mandatos. O crente que é sábio, e tem dons ministeriais, espera com paciência e mansidão o momento de Deus. Ele não promove pelejas e nem faz politicagem para alcançar aquilo que é divino, pois tem consciência de que tais atitudes pertencem à velha natureza.

3. Um espírito aguerrido. Ao crente não convém qualquer tipo de peleja ou porfia (2 Tm 2.24).

“E ao servo do Senhor não convém contender, ” (2 Tm 2:24 a) Contender corresponde a um termo de natureza militar, usado para o combate corpo a corpo. O servo do senhor não deve se entrar em contenda, ou combate pessoal, mas, sim, ser manso e amável para com todos.

Deus exige santidade do seu povo. Precisamos nos manter incorruptíveis, santos, sinceros e justos em um mundo de trevas (Fp 2.15). Aqueles que estão no mundo têm mentalidade e valores mundanos. Em geral, as pessoas incentivam os outros a brigarem, a contenderem por seus direitos, mas o cristão que tem a vida pautada nos ensinos de Jesus é diferente, pois o Mestre nos manda seguir a segunda milha e amar aqueles que nos perseguem (Mt 5.39-44). A única forma para combater a peleja é ser cheio do Espírito Santo (Ef 5.18).

“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito,” Assim como a pessoa embriagada com vinho está sob o efeito do álcool, o cristão cheio do Espírito é controlado pelo Espírito Santo.

O Consolador nos ajuda a seguir os passos de Jesus Cristo. Ele jamais procurou ser famoso, mas era humilde e amoroso (Fp 2.5-8).

III – BEM-AVENTURADOS OS MANSOS

1. O Sermão da Montanha. Encontramos nos capítulos 5 a 7 do Evangelho de Mateus os princípios estabelecidos por Jesus para todos os que querem fazer parte do Reino dos Céus. Um dos princípios do Mestre é a mansidão (Mt 5.5). Os judeus estavam sob o jugo dos romanos, por isso, ansiavam por um messias que viesse fazer uma revolução e os libertasse da opressão política.

Pra refletir um pouco, esse desejo dos Judeus, aguardando um líder que vos faça vingança! Não é na verdade o mesmo que muitos crentes buscam em Deus nos dias de hoje? Buscam que Deus vos faça vingança o tempo todo. Outros pregam e outros profetizam dizendo coisas como: Teus inimigos vão ver… Vão te aplaudir, vão ter que voltar pra te pedir perdão…!

A bíblia não ensina pra esperar os inimigos te aplaudirem, mas ela mostra que os inimigos reconhecem o agir de Deus e se tiverem que aplaudir alguém, certamente não será você, mas o Senhor. A bíblia também não ensina esperar os inimigos virem te pedir perdão, não vemos Davi em nenhum momento aguardando Saul pedindo perdão. Pois o que a bíblia ensina é perdoar, independente da situação. Devemos perdoar os inimigos e não ficar esperando eles virem pedir perdão a nós.

Mas Jesus mostrou que seu reino não era desse mundo, e felizes não eram os que se envolviam em pelejas e motins, mas os mansos e os pacificadores. O que significa ser manso? Ser manso significa ser humilde e submisso a Deus. Significa que entregamos tudo ao Pai. No Sermão do Monte, há uma recompensa para os mansos: “[…] eles herdarão a terra” (Mt 5.5).

“Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; ” Os mansos […] herdarão a terra. Refere-se novamente àqueles que são humildes diante de Deus e herdarão não somente as bem-aventuranças celestiais, mas também terão direito ao reino de Deus que governará esta terra.

Estêvão um homem manso. Estêvão era cheio de fé e do Espírito Santo. Diante dos seus algozes, ele se colocou de joelhos e clamou ao Senhor por eles dizendo: “[…] não lhes imputes este pecado […]” (At 7.60). Se Estêvão fosse um homem carnal, com certeza desejaria vingança e agiria com ira diante daqueles que o apedrejavam. Somente cheios do Espírito podemos permanecer mansos e tranquilos diante daqueles que desejam e executam o mal contra nós.

*Algozes = aqueles que executam penas, matando, torturando ou castigando outras pessoas; carrascos, torturadores, assassinos.

*Imputes = acusar; atribuir responsabilidade, a culpa por: imputaram o roubo ao empregado.

A mansidão de Cristo. O Senhor Jesus sofreu as piores dores que um homem pode experimentar. Suas dores foram físicas e emocionais, mas em momento algum Ele abriu a boca para reclamar ou murmurar contra o Pai e contra aqueles que o maltratavam. O texto de Isaías afirma que “Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca” (Is 53.7). Como você age diante daqueles que o maltratam e querem o seu mal? Que venhamos a pedir ao Senhor mansidão.

A mansidão é essencial para o ministério eficaz ao Senhor. Deus nos escolheu para representá-lo

Perante um mundo perdido e agonizante. O que o mundo vê em nós que atrai as pessoas a Jesus Cristo. Todos os aspectos da mansidão – submissão, elementos necessários de nosso testemunho e serviço cristão, quer testemunhando para os perdidos, fazendo discípulos para Jesus ou restaurando um irmão fraco” (GILBERTO, Antonio. O Fruto do Espírito: A plenitude de Cristo na vida do crente. 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD,2004 p. 112)

CONCLUSÃO

Evitemos todo tipo de peleja, pois já somos novas criaturas (Jo 3.3). Sejamos mansos e humildes de coração, sempre seguindo o exemplo de nosso Salvador, procurando em tudo glorificar o seu nome.

“Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo Não pode ver o Reino de Deus. ” (Jo 3:3)

Nascer de novo. A expressão grega traduzida como de novo pode significar novamente ou do alto. O novo nascimento ou regeneração (Tt 3:5), é o ato pelo qual Deus concede uma vida espiritual, àqueles que confiam em Cristo. Sem esse nascimento espiritual, ninguém pode conhecer as coisas espirituais (1Co 2:10, 13-16) nem entrar no reino de Deus (v.5).

Lembre-se sempre que, Mansidão Torna o Crente Apto para Evitar Pelejas. Ou seja, é a qualidade de evitar um conflito, mesmo que você tenha toda razão, ainda assim por sua mansidão você evita, se cala, fica queto. Não por não ter argumentos, pois na verdade você os tem em grande quantidade, mas se cala por conhecer a fraqueza do seu irmão e saber que ele não vai dar o braço a torcer por mais que você prove que ele esta errado, ele não vai ceder por mero orgulho! E por isso… não vale a pena o conflito, já que este não é o momento certo para dar aula de razão, moral ou espiritualidade.

Clique Aqui para Fazer o Download em PDF desse subsídio EBD.

Como Pregar a Palavra de Deus?

Inscreva-se Gratuitamente para receber atualizações do blog e Baixar o Guia Prático para Elaborar Sermões do Clube de Pregadores

Pregador Manasses

Sou apaixonado pelo Senhor Jesus e a sua palavra, compartilho nesse blog daquilo que o Senhor me tem dado, por isso trago pregações para jovens, estudos bíblicos e dou algumas dicas pra ajudar os irmãos a como pregar a palavra de Deus. Seja Bem vindo!

Website: http://pregadormanasses.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *