Estudo Bíblico do Livro de Neemias – Uma Visão Panorâmica

A paz do Senhor amados, o estudo bíblico sobre o livro de Neemias é uma contribuição da irmã Silvania Soares que trabalha comigo no Clube de Pregadores, escola online que foi criada para quem deseja aprender a pregar a palavra de Deus. Este material certamente vai contribuir para com seu ministério, em seus ensinamentos e pregações.

Texto de referência inicial.

As palavras de Neemias, filho de Hacalias. E sucedeu no mês de Quislev, no ano vigésimo, estando eu em Susã, a fortaleza, Que veio Hanani, um de meus irmãos, ele e alguns de Judá; e perguntei-lhes pelos judeus que escaparam, e que restaram do cativeiro, e acerca de Jerusalém. E disseram-me: Os restantes, que ficaram do cativeiro, lá na província estão em grande miséria e desprezo; e o muro de Jerusalém fendido e as suas portas queimadas a fogo. E sucedeu que, ouvindo eu estas palavras, assentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus. E disse: Ah! Senhor Deus dos céus, Deus grande e terrível! Que guarda a aliança e a benignidade para com aqueles que o amam e guardam os seus mandamentos; Estejam, pois, atentos os teus ouvidos e os teus olhos abertos, para ouvires a oração do teu servo, que eu hoje faço perante ti, dia e noite, pelos filhos de Israel, teus servos; e faço confissão pelos pecados dos filhos de Israel, que temos cometido contra ti; também eu e a casa de meu pai temos pecado. Neemias 1:1-6

 

Estudo Bíblico do Livro de Neemias

Estudo Bíblico do Livro de Neemias

“Sob a direção de Deus tarefas impossíveis poderão ser realizadas”

Introdução:

O livro de Neemias registra a restauração de Jerusalém sob a liderança de Neemias, este livro nos deixa claro que Deus não restaurou seu povo apenas em uma ocasião; antes Ele o fez repetida e continuamente. O livro de Neemias nos ensina à Planejar nosso trabalho, organizar o tempo e os recursos, integrar nossa tarefa com a tarefa de outros, avaliar os resultados.

Neste estudo, em particular destacaremos os aspectos biográficos de Neemias. Estudaremos também a crise que o levou a interceder diante de Deus por seu povo e a agir, ousada e sabiamente, a fim de restaura-lo espiritual e moralmente.

Crise em Jerusalém

Por causa da sua deliberada desobediência ao senhor, o reino do Norte, composto por dez tribos, foi destruído pela assíria que, para humilhar ainda mais os filhos de Israel, levo-os cativos a mesopotâmia. Isso aconteceu por volta de 722 a.c. Em 586 a.c., foi a vez do reino do sul. Veio Nabucodonosor contra Jerusalém, deitou por terra o santo templo e derribou os muros da cidade santa. Em seguida, levou os filhos de Judá cativos a babilônia, onde permaneceriam durante setenta anos (Jr 25:11). “E toda esta terra virá a ser um deserto e um espanto, e estas nações servirão ao rei da Babilônia setenta anos. ”

Com a ascensão do império medo-persa no ano 536 a.C., o rei Ciro, instigado por Deus, permite que um grupo de judeus retorne a Jerusalém, a fim de construir os muros da cidade e reerguer o santo templo (Dn 8:3; Ed 1:1,2).

“ No primeiro ano do reinado de Ciro, rei da Pérsia, a fim de que se cumprisse a palavra do Senhor falada por Jeremias, o Senhor despertou o coração de Ciro, rei da Pérsia, para redigir uma proclamação e divulgá-la em todo o seu reino, nestes termos:

“Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O Senhor, o Deus dos céus, deu-me todos os reinos da terra e designou-me para construir um templo para ele em Jerusalém de Judá.  (Ed 1: 1,2) ”

O senhor Deus do céu. Após a destruição de Jerusalém, Deus era mais identificado como aquele que habitava entre os querubins (1 Sm 4:4; 2Sm 6:2) do que com o templo. No entanto a frase senhor, Deus do céu indica que o altíssimo não é mais um, mas o Deus, ou seja, que apenas Ele é Deus. O fato de Ciro ter usado está designação para o senhor sugere que ele era assistido por conselheiro judeus. [Ciro disse: ] Ele [Deus] me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém. Mais de 100 anos antes de Ciro emitir este decreto, Isaias profetizou que este rei daria tal ordem (Is 44:28; 45:1).

O senhor sempre dá um escape aos seus servos, quando estes o honram e lhe obedecem a palavra. Observemos que Ciro era um rei gentio. Isso nos mostra que Deus, para cumprir o seu propósito, usa a quem Ele quer e como quer.

*O livro de Esdras tem início em 538 a.C.

48 anos depois de Nabucodonosor destruir Jerusalém, derrota o reino de Judá, e levar os judeus para a babilônia como escravos. (2 Rs 25).

Nabucodonosor morre em 562 a.C. e os seus sucessores não foram fortes o suficiente; a babilônia é conquistada pela Pérsia.

Tanto babilônios quanto persas tinham uma política em relação aos seus cativos, permitiam que seus cativos possuíssem terras e casas e desempenhassem trabalhos comuns.

Muitos judeus como Daniel, Ester e Mardoqueu foram elevados a posição destacada na nação. Só que o rei Ciro foi muito mais além, ele permitiu que muitos grupos de exilado incluindo os judeus retornasse a sua pátria.

O rei Ciro unificou os Medos e os Peças em um forte império enquanto ele conquistava as cidades tratava os habitantes com bondade. Isaias já havia profetizado sobre Ciro (Is 44:28).

Sob a proteção de Ciro, uma primeira leva de 42.360 judeus, sob a liderança de zorobabel, retorna a Jerusalém, para reconstruir a cidade e a casa de Deus (2 Cr 36:22,23; Jr 29:10). No Êxodo, a população de Israel era, de acordo com alguns cálculos de aproximadamente três milhões de pessoas. Mas esse número foi decrescendo a proporção que o povo se rebelava contra Deus. A desobediência é pecado e todo pecado traz irreparáveis consequências. Por isso, deve o crente afastar-se da iniquidade e de tudo que lhe possa prejudicar a comunhão com o senhor.

Zorobabel começou a construção pelo altar (Ed 3:2,3). Se este acha-se em ruinas nada prospera no meio do povo de Deus.

Logo após zorobabel ter iniciado a construção surgiram alguns problemas; alguns anciões se lembraram do glorioso templo de Salomão e ficaram tristes pelo fato de este templo ser menor e menos glorioso. Além disso alguns inimigos Judeus tentaram se infiltrar na execução do trabalho, e deter a construção através de pressões políticas. O medo fez com que o trabalho fosse interrompido, as pessoas voltaram para suas casas e 16 anos se passaram. Os inimigos levantaram-se e denunciaram a construção

Da cidade ao rei medo-persa que na ocasião era Artaxerxes filho de Assuero.

Não sabemos o que Zorobabel fez durante esses 16 anos. Mas como muito de nós Zorobabel sabia como começar bem, mas achava que seria difícil continuar. Zorobabel deixou o desanimo levar vantagens sobre ele.

Então Deus envia dois profetas para encoraja-los Ageu e Zacarias.

Mas com a subida de Dario ao trono, a obra foi retomada e concluída (Ed 6). O santo templo foi reinaugurado em 516 a.C. (Ed 6:13-22).

O chamado de Neemias

Catorze anos depois da expedição de Esdras a Jerusalém, em 444 a. C., Neemias recebe urgentes e preocupantes notícias de Jerusalém. Apesar de o santo templo já está funcionando conforme as leis levíticas, a cidade encontrava-se ainda abandonada (Ed 6:14-16; Ne 1:1,2). Ele então sente o chamado de Deus para deixar o conforto do palaciano e viajar para Israel, a fim de reconstruir os muros da cidade Santa que se achavam fendidos “e as suas portas, queimadas a fogo” (Ne 1:3).

Se observarmos bem temos uma grande lição: Templo sem muro é igreja sem doutrina, e as portas queimadas representam o liberalismo que, infelizmente, predomina em muitas igrejas, facilitando a entrada de costumes mundanos entre os santos. Que jamais venhamos a abandonar os padrões bíblico de santidade conduta e ética.

Ao chegar em Jerusalém após três mêses de jornada, ele viu o templo pronto, mas encontrou um grupo de pessoas desorganizadas, e uma cidade indefesa, sem muros para protegê-la.

Antes do exilo, Israel possuía seu próprio idioma, rei, exército e identidade. No momento a maior carência dos judeus era de liderança.

O primeiro passo para qualquer empreendimento é orar

“Assentei-me e orei” (Ne 1:4)

Ao tomar conhecimento da situação de seu povo, em Jerusalém, Neemias sentiu-se incomodado e pôs-se a orar ao senhor. Sua oração regada com abundantes lágrimas e acompanhada de jejum, lamentos, adoração e confissão, é um exemplo de como um homem de Deus deve proceder em tempos de crise (Ne 1:5-10). Ele fez o que o senhor ordenou em 2 Crônicas 7:14. Neemias orou durante quatro meses antes de se dirigir ao rei (1:1 e 2:1). A oração é a chave que nos abre as portas do céu. Neemias não confiava em sua capacidade ou habilidade diplomática. Sua confiança estava no todo poderoso que ouve e responde as nossas orações.

“E disse: Ah! Senhor, Deus dos céus, Deus grande e terrível, que guardas o conserto e a benignidade para com aqueles mandamentos! ” (Ne 1:5). Neemias não iniciou sua oração, pedindo; iniciou-a, adorando a Deus. Antes de pedir, de suplicar, o crente deve adorar e exaltar o nome santo do senhor.

Liderando na crise

Neemias se destacava-se por um elevado senso de organização, humildade e coragem. Era um líder completo.

Ao chegar em Jerusalém ele procurou agir com cuidado e prudência, não revelou a ninguém o proposito que Deus lhe havia posto no coração. Neemias sabia em quem confiar.

Um líder corajoso

Neemias entristeceu-se ao tomar conhecimento do lamentável estado em que se achava Jerusalém. Artaxerxes percebeu que havia algo errado com o seu copeiro, pois não podia demostrar contrariedade diante do rei. Neemias arriscando-se perigosamente, com muita coragem e ousadia contou ao rei o motivo de seu abatimento.

Pediu permissão para ajudar seu povo, solicitou cartas que lhe dessem salvo-conduto e lhe propiciasse o patrocínio da restauração de Jerusalém. A coragem a ousadia de Neemias vinha da confiança que ele tinha depositado em Deus.

Um líder prudente

Neemias quando chegou em Jerusalém, agiu com prudência.

Como não queria chamar a atenção dos inimigos, observou durante vários dias o estado em que se encontravam os muros e as portas da cidade sempre a noite. A ninguém contou a respeito dos seus planos; no momento oportuno foi revelado o que Deus havia posto no seu coração. O verdadeiro líder fala e age na hora certa.

Um líder que sabia lidar com a oposição

Sambalate e tobias não queria o bem dos filhos de Israel (Ne 2:10)

Sambalate era o governador de Samaria, Tobias era provavelmente o governador da transjordânia sob o governo dos persas.

Porque estes oficiais do governo estavam tão preocupados com a chegada de Neemias e seu pequeno grupo de exilado?

  • Quando Zorobabel retornou pela primeira vez com seu grupo, recusou-se em aceitar ajuda dos Samaritanos. Isso produzi-o maus relacionamentos.
  • Neemias não era um exilado qualquer ele era copeiro e conselheiro do rei, ele chegou a Jerusalém com a aprovação do rei para construir e fortalecer a cidade.

A reconstrução de Jerusalém era uma ameaça a autoridade dos oficiais Samaritanos. Porque eles estavam no controle da terra desde o exilo de Judá. Este era o terceiro grupo a retornar do exilo.

1-Zorobabel, 2-Esdras, 3-Neemias

Cada grupo que retornava a Jerusalém, crescia o número de pessoas na cidade santa, isso enfurecia a Sambalate e Tobias, eles não queriam que os exilados tomassem o controle da terra.

Ameaçando assim a posição confortável e segura de Neemias.

Por isso tentavam paralisar a construção dos muros de Jerusalém. Sambalate e tobias rotularam a reconstrução dos muros como uma rebelião contra o rei, ameaçaram denunciar os construtores como traidores. Eles também ridicularizavam Neemias, dizendo que os muros jamais poderiam ser reconstruídos, porque os danos eram grandes.

Neemias não disse que já tinha a permissão do rei para construir em vez disso, disse apenas que tinha a aprovação de Deus, que era suficiente.

Obreiro de Deus não perca tempo, discutindo com um adversário dedique-se fielmente ao seu ministério.

Neemias motiva seus liderados

“Todo líder verdadeiro é um mestre da motivação”

Neemias soube como motivar seus liderados, levando-os a se comprometerem de tal forma que o “coração do povo se inclina a trabalhar” (Ne 4:6)

Ele fez com que todos se sentissem importantes na realização de suas tarefas.

Neemias estabelece parcerias

Neemias tinha consciência de que, sozinho não poderia cumprir a sua missão. Por isso estabeleceu parcerias,

Neemias não ficava só mandando, mas participou ativamente dos trabalhos” levantemo-nos e edifiquemos” (Ne 2:18)

Líder não é o que manda, mas o que comanda;

Líder não é o que ordena: “Façam”, mas o que motiva: “Façamos”

Um líder sozinho, não tem como completar sua missão, ele precisa de colaboradores.

Neemias zela pela organização

Neemias tinha um grande senso de organização, sua estratégia permitiu que todas as partes do muro fossem edificada simultaneamente.

Possibilitou uma maior unidade, pois todos foram envolvidos no trabalho: sacerdotes, levitas, serventes e o povo, até as mulheres deram a sua contribuição (Ne 3:1-12).

Porque os judeus se renderam a liderança de Neemias?

Porque liderança se faz com exemplo e Neemias era um grande e admirável exemplo para o seu povo.

Segundo estudiosos o muro tinha 2 quilômetros, 1 metro de largura, 6 metros de altura.

Não é fácil ser líder em tempos de crise, principalmente quando se tem que enfrentar adversários com o espirito de Sambalate e Tobias

No entanto quando o homem de Deus está no centro da sua vontade, o senhor permanece ao seu lado.

Autora: Silvania Soares

Bibliografia
Bíblia de estudo Thompson
Bíblia de estudo Aplicação Pessoal
O novo comentário Bíblico Antigo Testamento – Earl D. Radmacher; Ronal B. Allem; H.Wayne House
Escola Dominical Lições Bíblicas – 4 trimestre de 2011

Como Pregar a Palavra de Deus?

Inscreva-se Gratuitamente para receber atualizações do blog e Baixar o Guia Prático para Elaborar Sermões do Clube de Pregadores

Pregador Manasses

Sou apaixonado pelo Senhor Jesus e a sua palavra, compartilho nesse blog daquilo que o Senhor me tem dado, por isso trago pregações para jovens, estudos bíblicos e dou algumas dicas pra ajudar os irmãos a como pregar a palavra de Deus. Seja Bem vindo!

Website: https://pregadormanasses.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *