O Que é Ética Cristã

O que é Ética Cristã? este é o tema da lição que iremos estudar nessa semana. Ética é Parte da Filosofia que estuda os fundamentos da moral; é também um conjunto de regras de conduta.

É importante estudar sobre Ética, para aperfeiçoar nossos relacionamentos e conduta na sociedade. Nesta lição veremos O Que é Ética Cristã é como ela é diferente da Ética secular.

A Ética secular está fundamentada em valores materialistas e relativistas, enquanto que a Ética Cristã está fundamentada na palavra de Deus, na revelação divina imutável.

Diante da época em que vivemos é importante identificar os principais fundamentos da Ética cristã afim de melhorar nossa vida de comunhão com Deus e testemunho cristão à sociedade (Mt 5:13,14).

O Que é ética Cristã

I – O CONCEITO DE ÉTICA CRISTÃ

Definição Geral.

A palavra Ética, tem origem no vocábulo Grego que significa: costumes ou hábitos. No latim o termo corresponde, a (moral) No sentido de normas ou regras.

Ética e Moral.

A ciência e a Ética, pode ser entendida como área da filosofia que investiga os fundamentos da moral adotada por uma sociedade.

Consequentemente, a moral refere-se ao comportamento social em relação às regras estabelecidas. Essas regras podem variar de uma cultura para outra,

isso depende de referencia de autoridade que serve de fundamento para uma conduta social.

 Ética Cristã.

A Ética Cristã tem como objetivo indicar a conduta ideal para a retidão do comportamento cristão.

O fundamento da Ética cristã é a palavra de Deus, por isso não é alterada.

Princípios da Ética Cristã.

Está no Deus trino, santo e imutável. Deus se revelou nas santas Escrituras, por isso, a bíblia é inspirada por Ele.

Os princípios Ético cristão são imutáveis e divinos eles vêm da própria Escritura. São princípios que se aplicam a todas as épocas, pois são universais.

Assim esses padrões nunca passarão (Mt 24:35) “o céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

II – FUNDAMENTOS DA ÉTICA CRISTÃ

 

Neste tópico, mostraremos as principais seções bíblicas, tanto do Antigo quanto do Novo Testamento . Esses assuntos orientam o senso Ético de todo cristão: O Decálogo,

As Epístolas, os profetas, os evangelhos, o sermão do monte, as epístolas Paulinas e as Gerais.

O Decálogo.

Os Dez Mandamentos são preceitos éticos que fazem parte da lei moral de Deus (Êx 20.1-17).

Os quatro primeiros tratam da relação do homem para com o Criador:

1. Adorar Exclusivamente a Deus,

2. Zelo Pela Integridade da Vida,

3. Repudio ao Adultério,

4. Proibição ao Furto,  A Mentira e a Cobiça Que é Desejar as  Coisas Que é do Próximo (Ex 20:12-17).

Os seis últimos mandamentos referem-se à relação do homem com o próximo:

1. Honra Teu Pai e Tua Mãe,

2. zelo pela integridade de vida,

3. Repúdio ao Adultério,

4. Proibição ao Furto,

5. A Mentira

6. A Cobiça (Êx 20:12-17).

Jesus ensinou que os dez mandamentos se resumem nesses dois:

Amar a Deus e Amar o próximo (Mt 22:37-39).

Os Profetas.

A mensagem que os profetas traziam no Antigo Testamento tem uma grande influência para os seguidores de Jesus, no sentido da Ética e da moral (Jr 17:1-11; Ml 1:6-14; 2:10-16) Abarcando as esferas sociais

Temos: (Is 58; Ml 2:1-15) e nas Espirituais (Jr 31:31,32)

Os Evangelhos.

Evangelho são as boas novas de salvação (Mt 9.35). Os evangelistas registraram mensagem de arrependimento, renuncia ao pecado, oferta de perdão, esperança de salvação e por fim identidade de vida. (Mt 3:2; Lc 1:77).

Todos os que seguem a Cristo são convocados a viverem as doutrinas do Evangelho e a adotarem uma Ética e moral do reino de Deus como estilo de vida. (Mc 10:42-45)

O Sermão do Monte. O sermão do monte, contém o mais alto princípio de ideia moral. Nele são revelados à ética e a moral do reino de Deus em questões como:

1. a ira,

2. o adultério,

3.o divórcio,

4.o juramento,

5.a vingança e

6. o amor (Mt 5.22,28,32,37,39,44);

também o sermão aborda à esmola, a oração e os jejuns (Mt 6.1,5,16);

Por isso o Senhor convida, seus seguidores a priorizarem o reino de Deus e a sua justiça (Mt 6:33)

As Epístolas Paulinas e Gerais.

As epístolas Paulina trazem ensinamentos aprofundados sobre a nossa relação

Com Deus, observe Romanos: 12:1,2;

Com relação ao estado: 1 Pe2:11-17;

Com relação ao próximo: Romanos 13:8-10;

A injustiça social: Tg 2:1-13; 5:1-6;

E a questões da sexualidade cristã e do casamento (1Co 6:12-20; 7:10-24).

III – CHAMADOS A VIVER ETICAMENTE

Os israelitas foram reprovados em não obedecer a lei moral

Outorgada, ou seja, dada imposta por Deus no deserto.

As escrituras falam acerca do perigo de não vivermos o ideal ético do Reino de Deus (1Co 10:5)

“Mas Deus não se agradou da maior parte deles, por isso foram prostrados no deserto.”

 “Não Cobiceis as Coisas Más.”

Em coríntios Paulo adverte a igreja, para não cobiçar (1 Co 10:6):

“E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram.”

(Nm 11:4,5) os israelitas quando estavam atravessando o deserto, cobiçaram o que lhe era proibido e por isso sentiram saudades do Egito.

Ainda hoje alguns pseudocristão = duvidoso, mentiroso, falsos crentes que desejam e preferem os prazeres do mundo.

Essas pessoas preferem o hedonismo e a escravidão do pecado, do que cumprir a lei moral de Deus.

hedonismo = O hedonismo é caracterizado como uma doutrina moral que defende que o único propósito da vida é a busca pelo prazer.

 “Não Vos Torneis Idólatras.”

Em coríntios o apóstolo exorta a respeito da idolatria (1 Co 10:7) “Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar.”

Enquanto Moisés estava recebendo as tábuas da lei os israelitas se denigriam adorando um bezerro de ouro (Êx 32:1-6).

A idolatria não é apenas adorar uma imagem. Falsos crentes despreparados e desprovidos da ética contidas nas Escrituras adoram o dinheiro e os bens materiais. A bíblia chama de idolatria (Cl 3:5)

“Não Nos Prostituamos.”

O apóstolo alerta acerca da prostituição (1 Co 10:8) essa imoralidade está de frente na lista das obras da carne: “prostituição, impureza, lascívia”.

Alguns em nome da graça justificam suas imoralidades e a sensualidades em suas vidas. O nosso corpo deve ser conservado irrepreensível (1 Co 6:18,19; 1 Ts 5:23).

CONCLUSÃO

A Bíblia Sagrada é o fundamento para o viver ético-moral dos cristãos. É a única regra infalível de fé e de conduta para a Igreja (2 Tm 3.16).

Não devemos ceder aos ataques ideológicos contra a cultura judaico-cristã,

a Igreja não deve privar-se de ser o “sal da terra” e a “luz do mundo” em pleno século XXI (Mt 5.13,14).

Veja Outras Lições Aqui

Como Pregar a Palavra de Deus?

Inscreva-se Gratuitamente para receber atualizações do blog e Baixar o Guia Prático para Elaborar Sermões do Clube de Pregadores

Silvania Soares

Graça e paz a todos! Meu nome é Silvania Soares, sou cristã há mais de trinta anos, congrego na Assembleia de Deus, tenho ministério de ensino e sou Bacharel em Teologia. Amo ensinar a palavra de Deus e formar novos pregadores. Comecei como aluna no clube de pregadores, onde, graças a Deus e ao conhecimento aquirido no clube, trabalho corrigindo as lições e efetuando os comentários bíblicos e também postando estudos.

Website:

1 Comentário

  1. Sonia Greenhalgh

    Gosto muito das publicações da Senhora Silvania acho muito enriquecedor
    Do jeito que ela escreve é muito claro para mim
    Obrigada

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *