Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus

Salvação, o amor e a misericórdia de Deus, esta obra maravilhosa do imenso amor de Deus é a lição que estudaremos está semana.

Deus amou tanto o homem a ponto de dar seu Filho para morrer no lugar da humanidade.

Através da sua misericórdia, Deus perdoou o pecador e fez dele seu filho adotivo dando-lhe vida, e vida em abundância.

Salvação- O Amor e a Misericordia de Deus

I – O MARAVILHOSO AMOR DE DEUS

1 . Deus é Amor.

Se é difícil medir o amor que uma mãe tem por seu filho, imagine o amor que Deus tem por nós?

O profeta Oseias, usado por Deus, pôde mostrar ao povo Israelita o verdadeiro amor que Deus sentia pelo seu povo, (Os 11:1-4). Amar é a natureza do próprio Deus.

“Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor” (1 Jo 4:8)
Por isto a maior demonstração desse amor foi em Deus ter dado seu filho amado, para morrer pela humanidade.

2 . Um Amor Que Não se Pode Conter.

Deus sempre amou o ser humano, a maior prova desse amor foi a criação do homem e da mulher, que está descrito em (Gn 1:26,27).

O amor de Deus é incondicional e não pode ser aumentado nem diminuído, mas existe uma tensão entre o amor de Deus e a sua justiça. Será que existe meios de conciliar isto?

A bíblia mostra que o ser humano tem o livre- arbítrio para abandonar este amor. Isto mostra que Deus respeita a vontade do homem a ponto de entregá-lo a própria sorte.

Desta forma, o amor e a justiça de Deus se conciliam. Observe o que diz (Rm 1:18-32).

3 . A Certeza do Amor de Deus.

Nos relacionamentos entre os seres humanos, existem trocas em quase todas as coisas, por isso temos dificuldades de receber tamanho amor gratuitamente.

Nós pensamos que quando decepcionamos a Deus com atitudes pecaminosas, Ele virará as costas para nós,

Como estamos acostumados a fazer com aquelas pessoas que nos decepcionam.

“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” (Sl 51:17)

1°) Quebrantamento de Coração

2°) Verdadeiro Arrependimento

3°) Atitude de Retorno Sincero

Assim, o convite do Senhor é para que o homem possa experimentar o seu perdão e desfrutar do seu amor.

Isso se dá porque o amor de Deus não é baseado no amor do homem, que é sua criatura, mas no seu próprio amor, que é uma fonte inesgotável.

II – UM DEUS MISERICORDIOSO

1 . O Que é Misericórdia?

É a fidelidade de Deus estabelecida através do amor que tem pela humanidade, mesmo sendo a humanidade infiel.

Portanto, a misericórdia de Deus torna-se um favor imerecido para com o pecador que merecia a condenação e morte eterna, tanto material como espiritual.

2 . O Pai da Misericórdia.

Deus é o pai da misericórdia (2Co 1:3) “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação;”

Deus conhece a estrutura humana, pois Ele mesmo a criou. Sabe que somos fracos e falhos, por isso exerce sua misericórdia demorando a irar-se;

Por esta razão, quando um pecador que se arrepende de verdade, pode descansar seu coração sabendo que será perdoado e reconciliado com Deus.

3 . Misericórdia Com o Pecador.

A misericórdia de Deus pode ser experimentada a cada dia, pois nunca acaba. Deus sempre dá novas chance de perdão e de libertação dos pecados, porque Ele é logânimo.

Pela misericórdia de Deus somos:

a) Livres Dos Nossos Adversários. (Ne 9:27)

b) Livres da Destruição. (Ne 9:31)

Apesar da situação triste e dramática de cada pecador, a misericórdia do Senhor o alcança.

III – AMOR, BONDADE E COMPAIXÃO NA VIDA DO SALVO

1 . Amor Como Adoração a Deus.

Segundo a palavra de Deus em Romanos 5:10 e Lucas 19:14, quando o pecador não é alcançado pela graça divina, passa a ser inimigo de Deus e chega até a odiá-lo.

Através do sacrifício de Cristo na cruz, Deus torna possível ao pecador que já esteja salvo a amá-lo, como descreve 1João 4:11.

Por esta razão, o maior de todos os mandamentos é amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo como a si mesmo.

Esta é não só uma lei moral, mas um sentimento devocional do coração, uma necessidade que Deus deu ao homem para que ele desfrute da sua maravilhosa graça

2 . Amar ao Próximo.

O apóstolo Paulo deixou escrito que “Porque o amor de Cristo nos constrange,” (2Co 5:14 a). Está é a razão do salvo amar a seu irmão.

Embora haja  no nosso dia a dia, devemos amar nossos irmãos sem esperar nada em troca ,

Não a quem nós escolhemos, mas a quem aparece na nossa caminhada. O nosso desafio é apenas amar sem restrições.

3 . Amor Como Serviço Diaconal.

“Amar uns aos outros” e servir em favor do próximo são características próprias de uma vida sacrifical em favor de nossos irmãos.

Este exemplo foi deixado pelo próprio Jesus quando lavou os pés dos seus discípulos (Jo 13:14), Ele ensinou na prática como seus discípulos deveriam agir, amando e servindo uns aos outros.

Conclusão

O amor e a misericórdia de Deus pela humanidade vão além da compreensão humana. Nada pode descrever este amor.

Nem mesmo o amor de uma mãe pelo seu filho poderá sobrepor o amor e a misericórdia de Deus.

Assim, só nos resta expressar este amor em nossas relações com os irmãos, amigos, parentes e vizinhos.

Veja Aqui Outras Lições

Como Pregar a Palavra de Deus?

Inscreva-se Gratuitamente para receber atualizações do blog e Baixar o Guia Prático para Elaborar Sermões do Clube de Pregadores

Silvania Soares

Graça e paz a todos! Meu nome é Silvania Soares, sou cristã há mais de trinta anos, congrego na Assembleia de Deus, tenho ministério de ensino e sou Bacharel em Teologia. Amo ensinar a palavra de Deus e formar novos pregadores. Comecei como aluna no clube de pregadores, onde, graças a Deus e ao conhecimento aquirido no clube, trabalho corrigindo as lições e efetuando os comentários bíblicos e também postando estudos.

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *