As Manifestações do Espírito Santo

As Manifestação do Espírito Santo de Deus diz respeito ao batismo no Espírito Santo e aos dons Espirituais. Esses temas são importantes, abrangentes e nunca se esgotam. Tratam-se da evidência da comunicação de Deus com seu povo, e com cada um crente individual.

As Manifestações do Espirito SantoI – A Descida do Espírito Santo

1. A Experiência do Pentecostes

A bíblia relata várias passagens em que temos o batismo com o Espírito Santo. João batista disse:

“E eu em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; não sou digno de levar suas sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo”.

João batista referia-se a Jesus, e o próprio Jesus falou sobre esse batismo em (At 1:4,5) como promessa do Pai. Ele ainda acrescentou que João batizou com água, mas que eles (seus discípulos) seriam batizados com o Espírito Santo.

Então, em (At 10:44-46) quando em meio a uma pregação de Pedro, em que o Espírito Santo desce sobre todos que estavam ouvindo a palavra, inclusive gentios, Pedro tem a confirmação do que João batista referia-se quando pregava em (Mt 3:11), e Jesus confirmou em (At 1:4,5).

2. Batismo “no” Espírito Santo ou “com” Espírito Santo?

As duas traduções estão corretas e são aceitas de acordo com o contexto. O batismo no Novo Testamento tem a ideia de imersão, submersão, podemos observar isso em: (Cl 2:12) que diz:

“Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos. ”

1°) Tradução Almeida Revista e Atualizada:

Traz um texto em Mt 3:11, usando: “Com; ou em” observe: “ E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.”

2°) A Nova Versão Internacional, Também Traz Textos Com o Mesmo Sentido.

3°) Já a Versão Almeida Revisada da Imprensa Bíblica Brasileira Usa “ Batizar em Água” e “Batizar no Espírito Santo, Nas Suas Passagens.

Nós, porém, usamos batizado “em águas” e batizado “no Espírito Santo”, pois se usarmos batizado “com água” pode parecer que o batismo foi feito por aspersão, e isso contradiz a ideia de imersão citada lá em (Rm 6:3,4 e Cl 2:12).

3. Os Sinais Sobrenaturais

No dia do pentecoste, As Manifestações do Espírito Santo de Deus trouxeram uma ação sobrenatural do Espírito de Deus, que deixaram três sinais a serem observados:

1°) O Som Como de um Vento

(At 2:2) “E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. ”

2°) A Visão das Línguas Repartidas Como Que de Fogo

Veja o que diz a palavra de Deus: (At 2:3) “E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles.”

3°) Falar em Línguas

(At 2:4) “ E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. ”

Os dois primeiros sinais, jamais vão se repetir, porque marcaram As Manifestações do Espírito Santo de  Deus, no dia de pentecoste.

Foi como se estivesse anunciando a chegada de alguém tão importante quanto foi a chegada do próprio Cristo.

O dia de pentecoste marcou não só a chegada do Espírito Santo, mas As Manifestações do Espírito Santo de forma sobrenatural na igreja.

II – A NATUREZA DAS LÍNGUAS

1. Fonte

As línguas do pentecoste foram caracterizadas como “outras línguas, conforme o Espírito lhe concedia que falassem” (At 2:4). O termo Grego para “outras” aqui neste versículo é héterais, de héteros, ou seja, “um tipo diferente”.

Há quem questione essa passagem bíblica, mas ela tem fonte no próprio Espírito Santo que deixa a evidência visível. A audição é outra evidência, pois “cada um os ouvia falar em sua própria língua” (2:6).

2. A Glossolalia

É a manifestação das línguas estanhas no batismo do Espírito Santo, essa expressão latein glosais, que significa “falar línguas”, é usada no novo testamento para dar a indicação de “falar outras línguas” (1Co 14:5).

Essas línguas que foram manifestadas no dia de pentecoste são as mesmas línguas que aparecem na lista dos dons espirituais descrita por Paulo em (1Co 12:10,28; 14:2).

Ambas as línguas são vindas de Deus e são de origem sobrenatural, e tem funções diferentes.

3. Sua Continuação.

A primeira evidência do batismo no Espírito Santo, é o falar em “outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem” (At 2:4).

Essa experiência se repete na história da igreja e aconteceu na casa do centurião Cornélio, está registrado lá em (At 10:45,46).

Tanto em Éfeso, na terceira viagem missionária de Paulo, (At 19:6), como até a data de hoje as professías, línguas, e ciência serão válidas nos nossos dias até a vinda de Cristo.Confira em (1Co 13:8-10)

“O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.”

III – Significado e Propósito

1. O Batismo no Espírito Santo Não é Sinônimo de Salvação.

Esse batismo trata-se de uma benção, não como as bençãos que nós conhecemos, mas uma benção diferente.

Todos os crentes em Jesus já tem o Espírito Santo. Quando somos regenerados o Espírito Santo nos promove um novo nascimento (Jo 3:6-8).

No exato momento que o pecador aceita a Jesus de verdade, ele recebe o Espírito Santo (Gl 3:2; Ef 1:13).

Os discípulos de Jesus tinham o seu nome escrito no livro da vida (Lc 10:20) assim como já tinham o Espírito Santo antes mesmo do dia de pentecoste (Jo 20:22).

2. Definições e Propósitos.

O batismo no Espírito Santo é na verdade um revestimento de poder. Este poder serve para que os crentes possam realizar o desenvolvimento do evangelho em todo mundo.

Ele tem o propósito de capacitar o cristão a viver uma vida vitoriosa e testemunhar com ousadia sobre a sua fé (At 1:8).

É um revestimento de poder para uma vida regenerada, é também uma edificação interior da vida cristã.

IV – Dons Espirituais

1. Os Dons Espirituais

Na verdade, os dons espirituais são As Manifestações do Espírito Santo de Deus, que nos deixam capacitados para seguir em frente, com a missão que Cristo deixou para a igreja.

O Espírito Santo foi enviando para ajudar a igreja a se sustentar, uma vez que ela não consegue fazer isso sozinha (Jo 14:16-18).

Sabemos que existe três listras desses dons registrados em: (Rm 12:6-8; 1 Co 12:8-10, 28-30)

2. Os Dons São Dados Aos Crentes Individualmente.

É por meio das três pessoas da santíssima trindade que ocorrem as manifestações dos dons:

  1. Pelo Espírito, na “diversidades de dons” (1 Co 12:4)
  2. O Senhor, na “diversidade de ministério” (v. 5)
  3. E Deus Pai, na “diversidade de operações” (v 6)

Mas o Espírito Santo é a fonte dos dons e por isso essa manifestação é dada a ele “a cada um para o que for útil” (1Co 12:7). Jamais para a nossa exibição ou para que tenhamos qualquer tipo de mérito.

Conclusão

A descida do Espírito Santo é acompanhada dos dons espirituais. Esses dons ainda são atuais na igreja e dados a cada um segundo o que for útil. Mas sempre visando o bem estar da igreja.

Esses dons na verdade são uma ferramenta importante e indispensável para a igreja. Devemos dar a atenção devida e usá-los sempre para glória de Deus.

Veja Outras Lição Bíblicas Aqui

Como Pregar a Palavra de Deus?

Inscreva-se Gratuitamente para receber atualizações do blog e Baixar o Guia Prático para Elaborar Sermões do Clube de Pregadores

Silvania Soares

Graça e paz a todos! Meu nome é Silvania Soares, sou cristã há mais de trinta anos, congrego na Assembleia de Deus, tenho ministério de ensino e sou Bacharel em Teologia. Amo ensinar a palavra de Deus e formar novos pregadores. Comecei como aluna no clube de pregadores, onde, graças a Deus e ao conhecimento aquirido no clube, trabalho corrigindo as lições e efetuando os comentários bíblicos e também postando estudos.

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *